Polícia Científica

19/07/2013

Estado licita construções e projetos de equipamentos de Segurança Pública

O governo do Paraná divulgou nesta quinta-feira (18) mais três editais para a contratação de obras e projetos na área da Segurança Pública. A Paraná Edificações – vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Logística – divulgou os editais para a construção de mais 20 postos de guarda-vidas, no Litoral, e para a elaboração dos projetos do Instituto de Criminalística de Londrina, no Norte do Estado, e da ampliação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Hoje, estão em andamento seis processos de licitação de equipamentos de segurança.

“A Paraná Edificações está trabalhando para agilizar os processos licitatórios dentro de uma política que evite atrasos e aditivos nas obras. Por determinação do governador Beto Richa, a Segurança Pública está entre as áreas prioritárias. Por isso, a intenção é concluir os projetos neste semestre e licitar as obras em 2014,” disse o diretor-geral da Paraná Edificações, Luiz Fernando de Souza Jamur. Maiores informações sobre os editais estão no site www.compraspr.gov.br.

LONDRINA – Para Londrina, a Paraná Edificações vai elaborar os projetos arquitetônico e complementares para a construção do novo Instituto de Criminalística de Londrina. O imóvel terá dois mil metros quadrados e ficará na Avenida Agulhas Negras. O investimento máximo é de R$ 220 mil. Após a escolha da empresa, o prazo para execução dos projetos é de 150 dias. As empresas podem enviar as propostas até o dia 19 de agosto.

“Uma nova sede para o Instituto de Criminalística em Londrina vai permitir um ambiente mais moderno e propício para a elaboração de laudos no interior do Estado, com toda a tecnologia necessária para contribuir com a resolução de crimes, permitindo a descentralização dos exames hoje feitos em Curitiba”, afirma o diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Leon Grupenmacher.

LITORAL - Os novos postos de guarda-vidas ficarão nos municípios de Matinhos (5 unidades), Pontal do Paraná (10 unidades) e Guaratuba (5 unidades). Cada posto terá 14,62 metros quadrados e o investimento máximo para a execução será de R$ 378 mil. As empresas podem enviar as propostas até 22 de agosto. Após a escolha da empresa vencedora, o prazo para a conclusão das obras é de 30 dias.

Os postos guarda-vidas são visualizados com mais facilidade pelos banhistas, em caso de necessidade, explica o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Luiz Henrique Pombo do Nascimento. “São estruturas de madeira que poderão substituir os usuais “cadeirões” na beira da areia, proporcionando melhores condições de trabalho ao guarda-vida, que poderá armazenar seus equipamentos de salvamento, suprimentos, material de primeiros socorros e ter onde se refugiar em dias de mau tempo”, acrescenta o comandante.

O comandante do 8º Grupamento do Corpo de Bombeiros, major Paulo Henrique de Souza, diz que, após um estudo, foi escolhida a estrutura que mais se adequou às necessidades da corporação e às exigências ambientais.

Dez postos com a mesma estrutura já foram construídos com recursos dos municípios de Matinhos e Guaratuba. “Os postos vão evitar dificuldades logísticas e potencializar o serviço de guarda-vida”, afirma o major.

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - Também já está disponível o edital para contratar a empresa que fará os projetos arquitetônico e complementares para ampliação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Serão três mil e quinhentos metros quadrados de área. O valor máximo para os projetos é de R$ 380 mil. As empresas podem mandar as propostas até o dia 20 de agosto. A empresa vencedora terá 180 dias para executar a obra.

A nova sede do Bope terá um espaço maior para treinamento, com previsão de um heliponto. A ampliação se tornou necessária pelo crescimento da unidade especializada, principalmente com o aumento do efetivo.

“É um avanço importante para a consolidação do Bope como unidade especializada da Polícia Militar do Paraná, uma unidade que surgiu de uma companhia, evoluiu, virou batalhão e hoje é uma das mais importantes do Estado no combate à criminalidade”, aponta o comandante-geral da PM, coronel Roberson Luiz Bondaruk.

OUTROS – A Paraná Edificações informa que também já estão disponíveis outros editais relativos à área de Segurança Pública do Estado, como o edital para contratar a empresa que vai construir a nova sede do Instituto Médico-Legal (IML) em Londrina, no Norte do Estado, e os editais para contratação da empresa que fará os projetos da nova sede do Corpo de Bombeiros de Foz do Iguaçu e de Castro.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.