Polícia Científica

14/07/2014

Obras das novas sedes do IML de Londrina e Curitiba seguem em ritmo acelerado

As obras para a construção das novas sedes do Instituto Médico Legal (IML) de Londrina e Curitiba estão em ritmo acelerado. As equipes trabalham, atualmente, na fundação, concretagem dos pilares e vigas nas duas construções, que são fiscalizadas pela Paraná Edificações. O investimento do Governo do Paraná nos novos prédios é de R$ 21,6 milhões.

O secretário da Segurança Pública, Leon Grupenmacher, ressalta que as novas sedes vão permitir atender a demanda das duas regiões da melhor forma e com ambientes reservados para a população. “Os novos IMLs estarão totalmente adequados às exigências sanitárias e de meio ambiente, com estruturas que vão oferecer mais conforto à população que precisa recorrer aos serviços, com atendimento humanitário”, afirma.

LONDRINA – No novo Instituto Médico Legal de Londrina, as equipes trabalham em três frentes. Estão finalizando os serviços de fundação, erguendo as paredes do prédio e colocando as lajes. “Estamos trabalhando com todas as etapas ao mesmo tempo para agilizar o andamento da obra”, explica o gerente do escritório regional de Londrina da Paraná Edificações, Marlon Eduardo Rodrigues.

O novo Instituto contará com diversos laboratórios, consultórios, equipamentos de alta tecnologia e salas de raio x, além de auditório, estacionamento e área de psiquiatria. No local serão atendidos, aproximadamente, 1,5 milhão de paranaenses de 36 municípios da região. Mensalmente são recebidas no atual prédio cerca de 80 cadáveres.

“A nova sede do IML de Londrina é uma demanda antiga que este governo está atendendo. Proporcionaremos espaços mais dignos para receber as famílias que precisarem do atendimento e, ao mesmo tempo, haverá melhores condições de trabalho para os nossos profissionais”, explica o secretário da Segurança Pública, Leon Grupenmacher.

O Instituto, localizado na Avenida Dez de Dezembro, no Jardim Europa, tem investimento de R$ 4,5 milhões. A previsão é que as obras serão concluídas no primeiro trimestre de 2015.

CURITIBA – O novo IML de Curitiba, que teve as obras iniciadas em novembro de 2013, está com toda a terraplenagem e fundação concluídas. Atualmente, as equipes trabalham na implantação hidráulica, colocação das vigas, pilares e lajes. “Esses serviços estão 30% realizados. Para o final desse mês de junho, a previsão é começar os trabalhos para erguer as paredes do prédio”, disse o engenheiro da Paraná Edificações e fiscal da obra, Zenon Silva Neto.

"A nova estrutura do IML é um objetivo antigo que está sendo alcançado para que possamos, de maneira técnica, realizar um atendimento melhor e humanizado à população. O ambiente será o mais adequado possível para as demandas internas e externas” disse o diretor da Polícia Científica do Paraná, Luvercy Rodrigues Filho. “Com a nova sede, o mesmo serviço ofertado hoje será realizado em uma estrutura com qualidade melhor, beneficiando a população”, explica.

O atual IML de Curitiba tem cerca de 40 anos de uso e, com estacionamento apenas para funcionários, e se tornou pequeno para a Capital. O novo prédio, que ficará localizado no bairro Tarumã, terá 6,5 mil metros quadrados.

O governo estadual investe R$ 17,1 milhões e a previsão é que as obras sejam concluídas em dezembro de 2014.

MODERNIZAÇÃO – A Polícia Científica do Paraná, composta pelos institutos Médico-Legal e de Criminalística, tem recebido significativos investimentos para modernização. As ações fazem parte do Programa Paraná Seguro, que vem reestruturando todas as unidades de Segurança Pública do Estado.

Para a Polícia Científica foram adquiridas novas viaturas e equipamentos com alta tecnologia, permitindo maior agilidade no atendimento ao cidadão e na emissão de laudos e demais documentos. O laboratório de DNA do Instituto de Criminalística, por exemplo, é referência nacional pela qualidade dos profissionais e do trabalho feito. Somente neste laboratório foram investidos R$ 2,8 milhões.

Além de Curitiba e Londrina, está em andamento a construção da unidade do IML de Maringá. No início de 2011, entraram em funcionamento as novas unidades do IML de Toledo, Paranavaí e União da Vitória. Em 2014, a nova sede do IML de Paranaguá entrou em funcionamento, atendendo as cidades de Paranaguá, Pontal do Paraná, Guaratuba, Morretes, Antonina, Matinhos e Guaraqueçaba.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.